Leitura, escrita e comunicação

Plano de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário

Juntos da Transição

AE de Cadaval, Cadaval | fevereiro de 2021

  • Designação da medida: "Aprender a Aprender"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e suas famílias
  • Técnico(s) especializado(s): Psicóloga
  • Enquadramento: no desenvolvimento de competência pré-leitoras e leitoras realizam-se as seguintes atividades: "Promoção da Literacia Emergente", que trabalha a manipulação de sílabas, rimas, e escrita inventada no pré-escolar; "Promoção da Fluência Leitora" através da leitura de textos, reconto e autoavaliação da leitura desenvolve competências no âmbito da aprendizagem do Português no 1º ciclo.

 

Projeto “Brincar com as Letras”

AE de Fajões, Aveiro | agosto de 2021

  • Designação da medida: "O meu livro é o mundo"
  • Destinatários: alunos do 2º ano do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Psicóloga e Terapeuta da Fala
  • Enquadramento: depois da capacitação dos docentes para a deteção precoce das dificuldades na leitura e da sensibilização dos pais e encarregados de educação para foram desenvolvidas um conjunto de atividades que visam a preparação dos alunos para o sucesso das competências leitoras.

G’IDEIA pela ARTE

AE de Alvaiázere | agosto de 2021

  • Designação da medida: "G’IDEIA pela ARTE"
  • Destinatários: alunos do 2º ano do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Psicóloga
  • Enquadramento: aferição das competências de leitura e escrita e da dimensão motivacional dos alunos de 2º ano e dinamização de um ginásio baseado nos pressupostos do Projeto IDEA.  Numa fase inicial, foi feito um rastreio de aferição das competências de leitura e escrita a 33 alunos do 2º ano das duas escolas básicas do agrupamento. Posteriormente, 15 destes alunos integraram o G’IDEIA pela Arte que ocorreu em sessões semanais com 45 minutos de duração. O rastreio de aferição das competências de leitura e escrita realizado após a intervenção corrobora o que se foi verificando informalmente ao longo das sessões, pondo em evidência que esta medida contribuiu para uma grande evolução ao nível das competências de leitura e escrita dos 15 alunos diretamente intervencionados, bem como para a melhoria da motivação e interesse por estas mesmas áreas, contribuindo para que houvesse 100% de sucesso escolar no final do ano letivo. Ao longo das 22 sessões foram desenvolvidas diversas atividades que tiveram sempre como objetivo último o treino da leitura e/ou escrita, mas que permitiram também trabalhar algumas competências sociais e emocionais e promover o envolvimento dos pais e encarregados de educação na aprendizagem dos seus educandos, fomentando desta forma a relação escola-meio. 

 

Desenvolvimento da Linguagem Oral nas crianças: Como é que os pais podem ajudar?

AE da Quinta do Conde, Sesimbra | julho de 2021

  • Designação da medida: "Ler e Escrever (Bem) Para Prevenir o Insucesso Escolar - Projeto de Intervenção Preventiva para a Aprendizagem da Leitura e da Escrita (PIPALE)"
  • Destinatários: crianças da educação pré-escolar e alunos do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da Fala
  • Enquadramento: enquadrado no Projeto Educativo do Agrupamento e no Plano de Ação Estratégica Pedagógica o enfoque foi a prevenção do insucesso escolar, sendo que um dos principais eixos de trabalho incide na área do Português. Pretende-se, asssim, garantir que todos os alunos aprendem a ler e a escrever nas fases correspondentes para o efeito, certos de que existe uma relação causa-efeito relevante entre o (in)sucesso escolar nos anos de continuidade ao longo da escolaridade obrigatória e esta área curricular com consequências nas outras disciplinas. Para tal revela-se determinante uma articulação efetiva entre o Pré-Escolar e o 1.° Ciclo, nomeadamente no diagnóstico ao nível do Pré-Escolar, sinalizando e antecipando uma ação da escola nas situações em que se identifique uma propensão para eventuais dificuldades ao nível da aquisição dos mecanismos da leitura e da escrita à entrada no ensino básico. Considerando-se que o papel da família é igualmente importante, desde logo na necessidadede poderem estar enquadradas na ação pedagógica desenvolvida pela escola e poderem ser, ao mesmo tempo, um complemento desse trabalho.

 

AE Pinheiro e Rosa, Faro | junho de 2021

  • Designação da medida: "A Falar é que nos Entendemos"
  • Destinatários: crianças da educação pré-escolar 
  • Técnico(s) especializado(s): Psicólogo e Terapeuta de Fala
  • Enquadramento: Este projeto pretende estimular e reforçar competências, na comunidade educativa, ao nível da linguagem oral e escrita, bem como, melhorar as competências prévias e necessárias para o ensino formal da leitura, da matemática e da escrita, não esquecendo as capacidades linguísticas e emocionais. Por outro lado, pretende-se, ainda, envolver os pais no processo de desenvolvimento global das crianças, sensibilizando-os para a importância das aprendizagens escolares. O desenvolvimento das atividades foi desenvolvido recorrendo a uma abordagem multidisciplinar composta por terapeuta da fala, psicólogo, titular de turma e um representante da EMAEI para o pré-escolar.

Consciência Fonológica na Educação Pré – Escolar (EPE)

AE de Vila Cova, Barcelos | julho de 2021

  • Designação da medida: "P-DALE: Projeto Menos Dificuldades de Aprendizagem da Leitura e Escrita"
  • Destinatários: crianças da educação pré-escolar
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta de fala
  • Enquadramento: a aprendizagem da leitura e da escrita tem início muito antes da entrada no 1.º ciclo. Quando as crianças ingressam no ensino obroigatório já possuem conhecimentos muito diferenciados sobre a leitura e escrita, fruto de experiências e vivências também muito diferenciadas. Um dos fatores preditores do sucesso da aprendizagem da leitura e da escrita no primeiro ciclo prende-se com o desenvolvimento das competências inerentes à consciência fonológica em contexto pré-escolar. A consciência fonológica refere-se à capacidade da criança manipular os sons da fala e atender, explicitamente, à estrutura fonológica das palavras faladas. Neste sentido, e com vista à promoção do sucesso escolar, considerou-se importante realizar um Programa de Consciência Fonológica junto dos alunos finalistas da educação pré-escolar. Durante este Programa foram abordadas áreas relativas à consciência silábica (segmentação silábica, síntese silábica, identificação silábica, evocação silábica, manipulação silábica e localização silábica) e consciência fonémica (síntese fonémica, identificação e evocação fonémica). Foram igualmente trabalhadas competências relativas à memória fonológica e discriminação auditiva de pares mínimos.

 

Aprender a contar, Aprender a Explorar

AE Afonso Henriques, Alcanede | junho de 2021

  • Designação da medida: “Aprender a contar, Aprender a Explorar”
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e alunos do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Educador social
  • Enquadramento: nas Escolas de Acolhimento, foram realizadas ações no âmbito da leitura com os alunos que frequentavam essas escolas. O principal objetivo era que os alunos participassem num conjunto de atividades mais práticas, para além das aulas síncronas que tinham diariamente, no sentido de desenvolverem a comunicação, a linguagem, o sentido crítico e a criatividade através da leitura de contos à sua escolha. Desta forma, surge o “Aprender a contar, Aprender a explorar”, que se traduz numa ação com várias dinâmicas de grupo, que promovam a leitura e a exploração da criatividade das crianças. Neste seguimento, foram realizadas um conjunto de dinâmicas, associadas à leitura de contos, tais como: a elaboração de ilustrações; a realização da dinâmica “Assembleia”, em que é dada à criança o poder de falar sobre a mensagem principal do conto e a realização do jogo da mímica, na qual os alunos teriam que apresentar as personagens principais do conto. Assim, o “Aprender a contar, Aprender a explorar” dedicou-se à adaptação de aprendizagens de leitura e de comunicação com a prática de um conjunto de atividades.

O Terapeuta da Fala em Contexto Escolar

AE de Cuba | maio de 2021

  • Designação da medida: "Terapia da Fala"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e alunos do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da Fala
  • Enquadramento: a terapeuta da fala atua na prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, englobando não só todas as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, mas também outras formas de comunicação não verbal. Depois de uma avaliação procedeu-se à intervenção junto de trinta e sete alunos, de forma direta e indireta. À comunidade escolar foi facultada e divulgada informação através de cartazes e workshops.

Caderneta de cromos: das palavras às letras

AE Dr. Hernâni Cidade, Redondo | março de 2021

  • Designação da medida: "A direito por linhas tortas"
  • Destinatários: alunos do 1º e 2º anos do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento: semanalmente são realizadas atividades de consciência fonológica para todos os alunos da turma de 1º e 2º ano da Escola Básica de Montoito cujas dificuldades de linguagem e na aprendizagem da leitura e da escrita se observam em 8 dos 12 alunos. As sessões são dinamizadas pela Terapeuta da Fala e outras pela Professora titular de turma com a colaboração da técnica nas propostas de atividades. No final os alunos serão reavaliados. Em cada sessão são realizadas diversas atividades de consciência fonológica, bem a sua relação com a escrita. As atividades têm caráter lúdico e interativo usando-se como recurso uma caderneta de cromos. Para além da prática direta com alunos pretende-se expandir este projeto à educação pré-escolar, articulando o trabalho com a professora, a EMAEI e a Equipa Local de Intervenção.

Oficina "A Horta dos Sons"

AE de Barcelos | março de 2021

  • Designação da medida: "Mais Comunicação, Mais Aprendizagem"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e aluno do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento: o desenvolvimento de um programa de prevenção e intervenção em terapia da fala junto dos alunos do pré-escolar, nomeadamente através do rastreio, da intervenção e desenvolvimento de competências linguísticas. Exploram-se fonemas em sessões síncronas com grupos de crianças. O trabalho é articulado entre a terapeuta da fala e as educadoras, partilham-se estratégias de melhor funcionamento, participação e aprendizagem da criança.

 

Programa de treino relativo à consciência fonológica na Educação Pré-Escolar

AE Pedro Jacques de Magalhães, Vila Franca de Xira | março de 2021

  • Designação da medida: "INTERVIR+"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento: este projeto tem como objetivo central um melhor domínio da linguagem oral nas crianças do pré-escolar de modo a promover o sucesso da aquisição da leitura e da escrita. Neste sentido, e uma vez que a aprendizagem da leitura e da escrita exige que as crianças desenvolvam conceitos sobre o código escrito enquanto um sistema que representa unidades da linguagem oral torna-se fundamental potenciar a sua capacidade metafonológica.
    Quinzenalmente são realizadas sessões de grupo dentro das salas de aulas com periodicidade quinzenal com duração de 30 minutos. Ao longo do decorrer do projeto o objetivo é proporcionar autonomia às Educadoras, sendo realizadas, sempre que necessário, reuniões e ações de sensibilização específicas nas áreas trabalhadas e nas áreas de interesse/ necessidades das mesmas. Alem disso, será sempre feita articulação com as educadoras das áreas trabalhadas em cada sessão e dadas sugestões de atividades para continuidade do trabalho. A avaliação da a eficácia do projeto e a identificação de possíveis futuras perturbações da Leitura e da Escrita pretende-se realizar um questionário e reunir no final do ano letivo com todas as Educadoras para identificar as dificuldades sentidas e identificar as crianças com mais dificuldade nesta área.
     

A brincar e a ler vamos aprender

AE de Valadares, Vila Nova de Gaia| fevereiro de 2021

  • Designação da medida: "A brincar e a ler vamos aprender"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento:   as histórias, as atividades de linguagem, de fala, de audição, de consciência fonológica são partilhadas num documento em formato digital onde se destaca o trabalho de literacia realizado nas últimas semanas nos jardins de infância. Dedicam-se às famílias propostas de diálogo e atividades relacionadas com o tópico a ser trabalhado, assim como sugestões de leitura.
    As newsletters são divulgadas quinzenalmente ou mensalmente aos encarregados de educação bem como a toda a comunidade educativa através de cada educadora a partir da página do agrupamento.

Criado com o Padlet

 

Rastreio das Competências de Linguagem e Fala

AE D. João II, Caldas da Rainha | fevereiro de 2021

  • Designação da medida: "Aprender a aprender"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e alunos do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento:   para diminuir os níveis de insucesso escolar decorrentes de situações de dificuldades de linguagem e consequentemente da aprendizagem da leitura e da escrita fez-se o rastreio das competências linguísticas e de fala às crianças que frequentam o pré-escolar com idade igual ou superior a 5 anos e , assim melhorar as competências prévias ao ensino formal. Da análise dos resultados foi dado conhecimento aos encarregados de educação e docentes com o objetivo de futuras intervenções.

 

Sou Capaz e Quero Aprender

AE Fernão do Pó, Bombarral | fevereiro de 2021

  • Designação da medida: "Sou Capaz e Quero Aprender"
  • Destinatários: crianças da educação pré-escolar e alunos do 1º ciclo do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Terapeuta da fala
  • Enquadramento:  esta partilha  descreve uma ação de sensibilização para pais e educadores, com diferentes temáticas enquadradas na terapia da fala que são pertinentes no desenvolvimento das crianças em idade pré-escolar com o objetivo da sua integração no 1º ano de escolaridade. Depois de explicada a ação da terapeuta, foram trabalhadas alguma estratégias de diagnóstico, de estimulação e promoção do desenvolvimento da linguagem para empoderamentro dos pais e educadores.

 

Promoção da Literacia Emergente e Fluência Leitora

AE de Pinhal de Frades, Seixal | fevereiro de 2021

  • Designação da medida: "Passaporte para o Sucesso"
  • Destinatários: crianças da Educação Pré-Escolar e alunos do ensino básico
  • Técnico(s) especializado(s): Psicóloga
  • Enquadramento: no desenvolvimento de competência pré-leitoras e leitoras realizam-se as seguintes atividades: "Promoção da Literacia Emergente", que trabalha a manipulação de sílabas, rimas, e escrita inventada no pré-escolar; "Promoção da Fluência Leitora" através da leitura de textos, reconto e autoavaliação da leitura desenvolve competências no âmbito da aprendizagem do Português no 1º ciclo.